sexta-feira, 21 de maio de 2010

Curiosidades da Coréia do Sul

Bandeira:

A bandeira nacional da Coreia do Sul apresenta no seu centro um círculo dividido em vermelho vivo (em cima) e azul (em baixo) num campo em branco.

Tanto o círculo como os quatro desenhos em preto nos cantos são ricos em simbolismo. Representado na bandeira vê-se um círculo dividido em partes iguais e delineado em perfeito equilíbrio, representando o Absoluto, ou a unidade essencial de todo um ser.

As divisões representam na parte superior (vermelho) o "Yang" e a inferior (azul) o "Ying" antigo símbolo do universo originário da China. Esses dois opostos expressam o dualismo do cosmo, a eterna dualidade: fogo e água; dia e noite; escuridão e luz; construção e destruição; macho e fêmea; ativo e passivo; calor e frio; mais e menos; o ser e o não-ser; a vida e a morte; etc. A presença da dualidade dentro do Absoluto indica o paradoxo da vida e a impossibilidade de aprendê-la integralmente. As combinações de barras representam os quatro pontos cardeais e os quatro mares que limitam o globo. As três barras em cada canto dão a ideia de posição e equilíbrio.

  • As três linhas inteiras representam o céu;
  • As três linhas quebradas do lado oposto representam a terra;
  • Na extremidade inferior esquerda da bandeira, há duas linhas inteiras com uma partida no meio. Isso simboliza o fogo;
  • Do lado contrário o símbolo da água;

O fato de as barras serem apenas de dois tipos (curtas e longas) e ainda assim poderem ser dispostas de muitas maneiras - das quais os conjuntos de barras da bandeira constituem apenas exemplos - indica a diversidade que pode surgir da simplicidade essencial.

Hino:

O título significa literalmente canção do amor pelo pais. A letra foi escrita no final do Século XIX por Yun Chi-ho, um político, ou por An Chang-ho, um líder independentista. Inicialmente, o Aegukga era cantado sobre uma música tradicional escocesa Auld Lang Syne. Durante a colonização japonesa (1910-1945), a música foi proibida, mas os coreanos de ultramar continuaram a cantá-la, expressando seu desejo de independência nacional. Em 1937, Ahn Eak-tae, um músico coreano internacionalmente conhecido, que viva na Espanha, compôs a música do 'Aegukga. Seu trabalho foi adotado oficialmente pelo Governo Temporário da Coreia (1919-1945) em Shanghai, China. Aegukga foi cantado numa cerimônia celebrando a fundação da República da Coreia em 15 de agosto de 1948. Entretanto, o hino nunca foi adotado oficialmente pelo governo e continua a servir como hino oficioso. Em março de 2005, a viúva do compositor do hino nacional renunciou aos direitos autorais, doando-os ao governo sul-coreano.

Retirado do site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Coreia_do_Sul#Bandeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário